Inicio » Notícias » Como é possível “modernizar” o transporte público com ônibus sucateados?, questiona Ricardo Marques

Como é possível “modernizar” o transporte público com ônibus sucateados?, questiona Ricardo Marques

O vereador defendeu mais uma vez a necessidade da realização da licitação do transporte público.

Em seu primeiro discurso na Câmara Municipal de Aracaju desta semana, nesta terça-feira, 22 de fevereiro, o vereador Ricardo Marques (Cidadania) defendeu mais uma vez a necessidade da realização da licitação do transporte público e comentou a “modernização” no setor anunciada pelo prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira.

“A Prefeitura convocou a imprensa para uma coletiva e acabou por divulgar com pompa uma notícia velha como se fosse uma novidade. O prefeito disse que vai modernizar o transporte público de passageiros possibilitando embarque exclusivo somente com bilhetagem eletrônica. Mas cadê a novidade? E como é possível fazer uma modernização desta forma? Com ônibus velhos, sujos, alguns circulando com pneus carecas  e que foram comprados na década de 80? O povo não é bobo, está querendo enganar quem?”, questiona o parlamentar.

Muito comprometido com a bandeira da mobilidade urbana desde o início do seu mandato, Ricardo Marques tem visitado os terminais, rodoviários e conhecido de perto a realidade e necessidades do setor.

“Busco melhorias para o transporte público, peço modernização de verdade como o povo merece mas desta forma eu não posso aplaudir. O que o prefeito fez é colocar literalmente o carro na frente dos bois, é no mínimo desrespeitoso com o povo. Durante a coletiva de ontem percebi mais uma vez que o povo não foi colocado em primeiro lugar como deveria ser, mas em último. Todas as últimas ações por parte do poder executivo privilegiam as empresas e não o povo. E sendo um representante do povo que me colocou aqui, considero isso como grave”, lamenta.

O vereador lembrou ainda que caso o passageiro não possua o cartão ‘Mais Aracaju’ ou tenha esquecido em casa vai passar por mais transtornos. “Imagine essa pessoa esperando o ônibus tarde da noite e o ônibus que para no ponto não aceita dinheiro em espécie. Sabe o que essa pessoa terá que fazer? Esperar um outro ônibus, foi exatamente isso que disse o Superintendente da SMTT na coletiva. Não sou contra a modernização, mas a forma como está sendo feita é zombar com a cara da população. Todas as medidas estão a favorecer os empresários, enquanto o povo está sendo esquecido e enxotado, no que depender de mim, isso não vai acontecer. Convido mais uma vez meus colegas vereadores a saírem da Câmara e irem para perto do povo conhecer as suas necessidades”, finaliza.