Inicio » Notícias » Em homenagem a Paulinha Abelha, Calcinha Preta relança música

Em homenagem a Paulinha Abelha, Calcinha Preta relança música

Música original foi lançada em 2007; A canção, criada através da carta de um fã após o anúncio do primeiro casamento de Paulinha.

Uma nova versão da música ‘Paulinha’ será relançada pela banda Calcinha Preta, nesta quinta-feira (17), em áudio e vídeo, como forma de homenagem à artista que dá o nome à canção. Paulinha Abelha morreu no dia 23 de fevereiro, em decorrência de meningoencefalite, hipertensão craniana, insuficiência renal aguda e hepatite.

A novidade estará em todas as plataformas digitais e trará imagens inéditas da artista com a banda, em um show gravado em Belém, em dezembro do ano passado. De acordo com o empresário da banda, DiAssis, o DVD completo do show deve ser lançado entre o fim de março e o início de abril.

A música, criada através da carta de um fã após o anúncio do primeiro casamento de Paulinha, foi um marco para a banda. Sob o refrão “Paulinha, me diz o que eu faço…”, cantado pelo colega Daniel Diau, a artista desfilava com visual de gala e cabelo esvoaçante.

A canção foi entoada repetidamente por familiares, amigos e fãs durante a despedida à cantora em Sergipe.

Outra forma de lembrar a cantora foi mudar a logo da banda, acrescentando uma abelha e o bordão criado pela artista ‘Como não amar’.

Retorno aos palcos
A Calcinha Preta retornou aos palcos no último dia 11, na cidade de Mata Roma, no Maranhão. No dia seguinte, se apresentaram em Palmares (PE). Os shows foram marcados por homenagens à Paulinha Abelha.

“A banda está voltando ao ritmo aos poucos e fazendo show por todo o Brasil. Nesse fim de semana estaremos em Pernambuco e Rio Grande do Norte. Tem sido emocionante e muito difícil, mas ao mesmo tempo, quando a gente sabe que era aquilo que ela gostava de fazer, estar com o público, superamos a dor”, diz DiAssis.

Paulinha Abelha teve uma trajetória de idas e vindas na banda e se consagrou como voz importante do forró eletrônico e ajudou a renovar o ritmo no Calcinha Preta.

Ela foi uma das maiores vozes do forró eletrônico ao cantar na banda por quase 20 anos.

O movimento que renovou o forró com uma roupagem pop há três décadas não seria o mesmo sem o poder de hinos como “Você Não Vale Nada”, “Louca Por Ti” e “Ainda Te amo”.

Natural de Simão Dias, em Sergipe, Paula de Menezes Nascimento Leça Viana começou a cantar ainda na infância em bandas do interior do estado. Ela fez parte dos grupos Flor de Mel e Panela de Barro.