Inicio » Notícias » Espetáculo “Luiz Caldas & Saulo” fazem duas apresentações nesta quarta-feira em Aracaju

Espetáculo “Luiz Caldas & Saulo” fazem duas apresentações nesta quarta-feira em Aracaju

O formato intimista para canções que trazem no seu DNA a potência para arrastar multidões no Carnaval de Salvador já é uma curiosidade para os ouvidos.

Dois encontros afinados de gerações desembocam em um delicioso passeio entre clássicos e novas canções do movimento Axé Music. O espetáculo “Luiz Caldas & Saulo” é um encontro primoroso da música da Bahia. De um lado Luiz Caldas, que traz na sua história a criação do movimento Axé Music; do outro Saulo, herdeiro de toda a bagagem dessa fusão rítmica que, não à toa, vem se destacando como um dos artistas mais notórios da Axé Music atualmente.

As duas apresentações acontecem no Teatro Tobias Barreto, nesta quarta-feira, dia 20 de abril. O show das 21 horas esgotou os ingressos e uma apresentação extra, às 19 horas, foi aberta para que todos os fãs possam apreciar este encontro. Os ingressos já estão a venda. Informações pelo telefone (79) 99995-1213.

O formato intimista para canções que trazem no seu DNA a potência para arrastar multidões no Carnaval de Salvador já é uma curiosidade para os ouvidos. Ali, cada um no seu banquinho, o que se descortina é um desfile de grandes clássicos e também canções mais recentes, num repertório capaz de disparar uma memória afetiva musical que faz da sequência das canções uma sucessão de boas surpresas, suspiros e aplausos.

Estão lá alguns hinos de Luiz Caldas, que ganham ainda mais força quando interpretados pelo vozeirão do próprio criador, como Magia, É Tão Bom, Ajayô, Acordes Verdes e Flor Cigana. Do baú de composições de Saulo – que se define como músico louco, baiano, lúdico e que acredita, sobretudo, no amor -, entram a adorada e aplaudida Raíz de Todo Bem, e também Sol em Festa, Anjo, Leve-me ao mar e Floresça, sempre cantadas em coro nos seus shows.
Do legado inventivo de outros compositores, foram escolhidas músicas que entram no espetáculo como homenagens e também como tesouros eleitos pelos artistas que ali estão. E assim o repertório ganha pérolas como Mimar Você (Alain Tavares e Gilson Babilônia para a Timbalada), Zanzibar (Cor do Som), Esquadros (Adriana Calcanhoto), Lua dos Amantes (Moraes Moreira e Pepeu Gomes), Cara a Cara (Caetano Veloso), Frenesi (Ademar Furtacor) entre outras num total de 19 músicas.