Inicio » Notícias » Jair Bolsonaro explica à Justiça que não pode interferir em preços da Petrobras

Jair Bolsonaro explica à Justiça que não pode interferir em preços da Petrobras

Nesta segunda-feira, 14 de março, a Advocacia Geral da União alegou que a empresa não está subordinada à União.


Através da Advocacia-Geral da União (AGU), o presidente Jair Bolsonaro negou à Justiça, nesta segunda-feira, 14 de março, que o Governo Federal esteja sendo omisso em controlar “ilegalidades supostamente praticadas” pela Petrobras na política de preços da estatal voltada para os derivados de petróleo.

Após suspeitas, governo suspende contrato de compra da Covaxin

De acordo com a AGU, não há como o presidente Jair Bolsonaro (PL) interferir na petroleira, uma vez que a empresa não está subordinada ao governo.

“Como não há qualquer relação de subordinação entre a sociedade de economia mista e a União, não há que se falar que o ente central está sendo omisso em controlar ilegalidades supostamente praticadas pela companhia em sua política de preços dos derivados de petróleo”, explicou o governo.