Salvador vai fazer teste para liberação de eventos ainda neste ano

Segundo o prefeito Bruno Reis, a medida está condicionada à melhora dos indicadores da pandemia da Covid-19 na cidade.

Por: Fredson Navarro - Jornalista
22/06/2021 às 17:11 - atualizado em 22/06/2021 às 09:36

Compartilhe: faceboook twitter whatsapp

A Prefeitura de Salvador (BA) planeja fazer um teste, em julho, para avaliar a possibilidade de realização de outros eventos ainda em 2021. Segundo o prefeito Bruno Reis (DEM), a medida está condicionada à melhora dos indicadores da pandemia da Covid-19 na cidade. As informações são do portal Bahia Notícias.

O ensaio vai servir também para a gestão bater o martelo quanto à realização do Réveillon em Salvador. O prefeito soteropolitano já considera como certa a promoção do evento. A cidade se tornou um expoente nesta festa nos anos que antecederam a pandemia, realizando o Festival Virada Salvador, que reunia grandes e variadas atrações da música brasileira e atraía milhares de pessoas.

“O desejo do prefeito é fazer um evento teste já em julho se os números permitirem e fazer não só Carnaval como Réveillon, no momento certo que não é agora, mas meu desejo é fazer o evento teste, Réveillon esse ano e Carnaval em 2022”, admitiu Bruno Reis nesta segunda-feira (21), durante entrevista coletiva.

Em entrevista ao Estadão, o secretário da Cultura e Turismo de Salvador, Fabio Mota, afirmou que já está assinando contratos para a folia momesca do ano que vem.

Desde o começo da pandemia, Salvador já registrou 222.353 mil casos de covid-19 e 6.754 vidas perdidas em decorrência da doença, conforme o boletim mais recente da Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

Assim como a capital baiana, outras cidades, dentre elas Rio de Janeiro e Recife também já trabalham com a possibilidade de voltar a promover a Folia de Momo no ano que vem.

Dúvidas, critícas e sugestões? Fale com a gente
Acompanhe a Folha Hoje nas Redes! faceboook twitter youtube instagram Google News
Fredson Navarro

Fredson Navarro
Fredson Navarro é jornalista, formado em 2005 pela Universidade Tiradentes. Atua no mercado sergipano há mais de 15 anos. Saiba mais sobre Fredson em seu perfil!