STJ nega recurso e permite que Dado e Bonfá usem o nome Legião Urbana

Superior Tribunal da Justiça manteve a sua decisão e os músicos poderão utilizar o nome do grupo em suas apresentações; entenda o caso

Por: Gabriel Brolli - Jornalista
30/06/2021 às 08:00 - atualizado em 29/06/2021 às 20:23

Compartilhe: faceboook twitter whatsapp

O Superior Tribunal de Justiça manteve a sua decisão a favor de Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá. Nesta terça-feira (29), a Quarta Turma do órgão decidiu que os músicos podem utilizar o nome Legião Urbana.

A decisão contraria a vontade de Giuliano Manfredini, filho de Renato Russo, fundador da banda morto em 1996. O cantor havia entrado com um recurso, uma vez que é administrador da marca Legião Urbana.

STJ nega recurso e permite que Dado e Bonfá usem o nome Legião Urbana
STJ nega recurso e permite que Dado e Bonfá usem o nome Legião Urbana (Foto: Divulgação)

O julgamento do caso estava empatado, mas contou com o voto de minerva do ministro Marco Aurélio Buzzi. Então, para a conclusão do recurso, os ministros entenderam que Villa-Lobos e Bonfá também foram responsáveis pela divulgação da marca.

Por isso, eles podem utilizar o nome da banda em apresentações profissionais, mesmo sem autorização de Manfredini. Segundo o próprio Buzzi, essa discussão envolve um patrimônio imaterial, que é o valor do grupo. E, sem os seus músicos, ele nada seria.

Dúvidas, critícas e sugestões? Fale com a gente
Acompanhe a Folha Hoje nas Redes! faceboook twitter youtube instagram Google News

Gabriel Brolli
Gabriel Brolli é jornalista. Com experiência em tradução, redação e produção de conteúdo para redes sociais, já colaborou para grandes veículos de comunicação. Saiba mais sobre Gabriel em seu perfil!