20 de Junho de 2019, atualizado ás 21:06

Novo trecho do vazamento complica a situação de Sergio Moro



Por: | Notícias

Compartilhar:
         

Mais uma parte do vazamento foi liberada, nela está claro a maneira com que o então ministro Sergio Moro seleciona de maneira evidente a equipe de procuradores que deveriam participar da audiência de Lula na lava jato.

Como consequência, a procuradora Laura Tessler foi excluída após uma reclamação do Sergio Moro para o chefe da operação Deltan Dallagnol e o procurador Carlos Fernando. Sendo assim, ficou notório que houve contradição em seu depoimento durante a audiência no CCJ.

Na sabatina que ocorreu durante seu discurso no Senado, ele foi claro ao falar que não interferiu de forma alguma na escala de procuradores do MPF que jugariam Lula. E que se houvesse alguma ilegalidade, deixaria seu mandato.

Veja também:

Bolsonaro diz que vai indicar Sergio Moro para STF em compromisso ao ministro

Sergio Moro declara que pode deixar o cargo

Veja aqui o novo trecho do vazamento

Novo trecho do vazamento complica Sergio Moro (Fonte: PT)

A primeira leva de matérias do Intercept Brasil já mostrava uma reclamação de Moro em relação à procuradora, em conversa com Dallagnol. No dia 13 de março de 2017, ele diz que ela precisaria de um “treinamento” para melhorar o desempenho em audiência.

(12:32:39) Moro:  Prezado, a colega Laura Tessler de vcs é excelente profissional, mas para inquirição em audiência, ela não vai muito bem. Desculpe dizer isso, mas com discrição, tente dar uns conselhos a ela, para o próprio bem dela. Um treinamento faria bem. Favor manter reservada essa mensagem.

12:42:34 Deltan: Ok, manterei sim, obrigado!

Conversa entre os Dallagnol e Fernando

Vejam agora a outra parte do conteúdo, nela, Dallagnol passa as informações para o colega Carlos Fernando minutos depois de receber as notificações de Sergio Moro:

12:42:34 Deltan: Recebeu a msg do moro sobre a audiência tb?

13:09:44 Não. O que ele disse?

13:11:42 Deltan: Não comenta com ninguém e me assegura que teu telegram não tá aberto aí no computador e que outras pessoas não estão vendo por aí, que falo

13:12:28 Deltan: Vc vai entender por que estou pedindo isso

13:13:31 Ele está só para mim.

13:14:06 Depois, apagamos o conteúdo.

13:16:35 Deltan: Prezado, a colega Laura Tessler de vcs é excelente profissional, mas para inquirição em audiência, ela não vai muito bem. Desculpe dizer isso, mas com discrição, tente dar uns conselhos a ela, para o próprio bem dela. Um treinamento faria bem. Favor manter reservada essa mensagem.

13:17:03 Vou apagar, ok?

13:17:07 Deltan: apaga sim

13:17:26 Apagado.

13:17:26 Deltan: Vamos ver como está a escala e talvez sugerir que vão 2, e fazer uma reunião sobre estratégia de inquirição, sem mencionar ela

13:18:11 Por isso tinha sugerido que Júlio ou Robinho fossem também. No do Lula não podemos deixar acontecer.

13:18:32 Apaguei.

Depoimento ao CCJ sobre o vazamento

Novo trecho do vazamento complica Sergio Moro (Fonte: PT)

Durante sua audiência foi perguntado ao ministro Sergio Moro se ele participou ou teve influência na escalação dos procuradores, ele negou e citou indiretamente a Tesseler, ao dizer que ela tinha ficado ate o final da operação.

Porém, no dia 10 de maio de 2017, quando Lula depôs pela primeira vez, os únicos procuradores presentes eram aqueles citados nas mensagens com o Dallagnol.

Quer ver essa e outras matérias? Então acesse agora A folha hoje!




Anderson Gomes

Professor de Física e estudante de Engenharia Civil, gosto de uma boa música, games e, acima de tudo, estar com minha família.

  

0 Comentários