11 de Janeiro de 2020, atualizado ás 09:01

O coala é declarado funcionalmente extinto na Austrália

Por: | Notícias


Looks like you have blocked notifications!

Seguindo a onda de tragédias com incêndios, o coala, animal típico da Austrália é declarado funcionalmente extinto, devido as recentes queimadas nas florestas.

SIGA => A FOLHA HOJE NO GOOGLE NEWS

As ameaças de extinção da espécie não se dá apenas pelas queimadas, mas também pela destruição do seu habitat natural e pelos ataques humanos diretos.

Tornando a situação ainda pior, as queimadas que se espalharam pela Austrália recentemente, destruíram mais de 10 milhões de hectares de terra.

Sendo assim, as populações de coalas se tornaram ainda mais vulneráveis pela perda de suas casas.

É estimado que mais de 1000 coalas tenham chegada a falecer por causa dos incêndios, o que, diante dos pouco mais de 80 mil animais existentes, já torna o caso altamente alarmante.

O coala é declarado funcionalmente extinto na Austrália
(super.abril.com.br)

A destruição, porém, das árvores de eucalipto – principal fonte alimentar dos coalas – coloca a espécie na condição apontada como de extinção funcional.

O significado de tal termo indica os números da espécie se tornarão tão baixos que o animal não mais conseguirá contribuir com seu ecossistema e, ainda que as reproduções sigam acontecendo, não haveria mais possibilidade da espécie contornar o quadro.

Alguns cientistas questionam o diagnóstico fatal, mas todos concordam que a situação é de máximo alarme – ainda que os incêndios sejam controlados em breve, os eucaliptos demoram meses para crescerem novamente, o que indica que os dados sobre os coalas só tendem a piorar.

VEJA TAMBÉM:

+Motorista de uber é preso em Maceió por estupro à menor
+Tô de Rodas cria cadeira de rodas para cães deficientes

Um vídeo com uma mulher salvando um coala do incêndio viralizou na internet e ele representa o estado de desespero que a espécie de encontra.

Infelizmente o animal em questão não sobreviveu, as queimaduras foram muito graves e apesar dos cuidados dedicados a ele.

Além disso, os incêndios mataram seis pessoas e destruíram 650 casas. Especialistas afirmam que as causas dessa catástrofe tanto são de ação humana quanto dos efeitos de raios na região.

Por um motivo ou outro, a situação dos animais é lamentável e realmente preocupante.

Siga nas Redes Sociais:

Instagram: @afolhahoje;

Página do facebook: A Folha Hoje;




G M Rhaekyrion

Escritora de ficção e fantasia, colunista de site em entretenimento, moda, saúde, beleza e bem-estar. Bióloga por formação, pela Universidade Federal de Alagoas e, eventualmente, faço criticas narratológicas para escritores de ficção.

  

0 Comentários