Durante entrevista ao SBT, Bolsonaro levantou a possibilidade do Brasil servir como base militar aos EUA. No entanto, essa possibilidade não foi bem recebida entre os militares, que criticaram a medida e ainda afirmaram que essa decisão seria desnecessária e inoportuna.

Militares criticam decisão de Bolsonaro

Oferta de Bolsonaro para os EUA usarem o Brasil como base militar gera críticas entre militares

A possibilidade do governo brasileiro fazer cessão do seu espaço territorial, para instalações de bases militares americanas foi um dos pontos admitidos por Jair Bolsonaro, durante a sua primeira entrevista como presidente ao SBT.


RELACIONADAS



No entanto, essa medida não está sendo bem avaliada pelos militares no país. Pois, além de a considerarem inoportuna e desnecessária, isso iria contra a atual política de Defesa Nacional brasileira, que impõe restrições quanto a presença de bases militares estrangeiras em solo nacional.

Acordo com EUA seria desnecessário

Após a entrevista do presidente, um dos chefes de tropa militar ressaltou que esse tipo de acordo só precisa ser feito em casos especiais. Disse ainda que uma medida dessa magnitude é justificada quando há um risco real de agressão externa, que não poderia ser respondida pelo país.

Assim, a única possibilidade de um acordo semelhante ser firmado é se o Brasil não tivesse capacidade de reagir a um ataque, que colocasse em perigo toda a integridade da nação brasileira. Ainda segundo o militar esse seria o típico caso de um “menino fraco que chama o amigo forte para enfrentar valentões” ressaltou que o Brasil não se encontra em uma situação como essa.

Oferta de Bolsonaro para os EUA usarem o Brasil como base militar gera críticas entre militares

Consequências da decisão

Caso o presidente Jair Bolsonaro tomasse uma medida como essa, geraria um conflito nas discussões quanto ao uso do Centro de Lançamento de Alcântara, uma base da Força Aérea situada no estado do Maranhão.

Devido a sua posição e as condições climáticas do estado, ela é o local propício para realizar o transporte espacial e posicionar satélites, sem que isso provocasse grandes custos para os EUA.

Os americanos têm um grande interesse em alugar espaços como esses para longo prazo. No entanto, o país só vende os serviços desse tipo com base em um regime de cooperação, sem ceder controle algum da base militar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui