Organizações dos EUA afirmam que propostas de Bolsonaro podem causar danos irreversíveis ao país




Quase 50 organizações dos Estados Unidos se pronunciaram a respeito dos posicionamentos políticos feitos pelo presidente eleito Jair Bolsonaro e as propostas do seu governo. Segundo as instituições, as medidas que podem ser adotadas no país podem causar danos irreversíveis para o Brasil.

Organizações dos EUA afirmam que propostas de Bolsonaro podem causar danos irreversíveis ao país

confira também Rebeca Abravanel, filha de Silvio Santos, é vista com Alexandre Pato em Trancoso/BA

Instituições internacionais divulgam carta sobre o Brasil

A carta publicada no site da organização ambiental americana, Friends of the Earth U.S, nesta quinta-feira (27) causou polêmica no Brasil e no mundo. Isso porque, ela se trata de um manifesto de 47 instituições internacionais de defesa das mulheres, meio ambiente e trabalhadores que revela estar preocupada com o próximo governo do país.

Na carta, as instituições afirmam que as posições políticas de Jair Bolsonaro são preocupantes e representam uma ameaça a democracia, aos direitos humanos e ao meio ambiente. Nela são citados os ‘discursos de ódio’ feitos pelo presidente eleito para mulheres, gays e negros e a sua defesa a ditadura militar.

O documento também critica o fato do presidente eleito, ter chamado os participantes do MTST de ‘terroristas’, assim como destacam a morte de dois integrantes do grupo feitas por homens mascarados em dezembro.

Organizações dos EUA afirmam que propostas de Bolsonaro podem causar danos irreversíveis ao país

Leia também

Bolsonaro faz crítica à Lei Rouanet e promete controlar desperdício

‘Eu não sou laranja. Sou homem trabalhador’ explica ex-assessor de Flávio Bolsonaro sobre as movimentações

Monitoramento das ações de Bolsonaro

As entidades dos EUA, ainda declararam que irão fazer monitoramento contínuo das ações de Bolsonaro durante o seu governo por alguns meses. Além disso, afirmaram que irão se posicionar contra toda decisão que instigue o ódio e/ou os atos de violência, intimidação e até perseguição contra os movimentos de defesa da sociedade civil.

Atualmente, uma das principais preocupações das entidades consiste na defesa e preservação dos direitos indígenas. Sobretudo depois que o presidente eleito defendeu a possibilidade de explorar as terras indígenas, como a Raposa Serra do Sol, situada em Roraima.

A presidente da Brasa (Associação de Estudantes Brasileiros) afirmou em uma declaração que os ataques de Bolsonaro contra minorias e os movimentos sociais ficaram evidentes desde a campanha presidencial. Para Gladys Mitchel-Walthour, tanto os direitos humanos, quanto a comunidade ambiental no país não irão retroceder diante de qualquer emergência e/ou situação de risco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here