Petróleo Americano Despenca e Fecha Abaixo de Zero Nessa Segunda
Preço dos barris de petróleo americano despencaram e fecharam abaixo de zero, pela primeira vez na história, devido à crise causada pela pandemia do Corona.
Por: G M Rhaekyrion / 21 de Abril de 2020 às 03:42:28

Looks like you have blocked notifications!

Em um evento histórico o preço do petróleo americano, despencou nessa segunda feira (20), fechando abaixo de zero, pois há baixa procura do produto em meio a pandemia e isolamento social, causados pelo novo corona vírus. Entenda mais na matéria da A Folha Hoje.

Os barris de petróleo que na mesma época, a um ano atrás, chegaram a custar US$ 66, hoje, estavam sendo vendidos à US$ – 37,63. Ou seja, vendedores estão pagando aos compradores para ficar com o produto, visto que não há mais como estocar o óleo cru.

Enquanto há baixa demanda de produtos derivados do petróleo, as refinarias dos Estados Unidos, estão com seus estoques cheios, e não comportam mais óleo cru, é previsto que para maio não haja mais onde armazenar o petróleo.

Começo da crise do Preço do Petróleo e agravantes
Petróleo Americano Despenca e Fecha Abaixo de Zero Nessa Segunda (Foto: cbie.com)

A queda dos preços do setor petroleiro começou no início de março. A Arábia Saudita, maior produtora global de petróleo, fez uma proposta aos produtores da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e à Rússia, que não faz parte da organização, uma redução conjunta da produção.



O país visava evitar uma queda abrupta no preço do petróleo, que começava a sofrer instabilidades devido a pandemia. Vladimir Putin, no entanto, negou o acordo dando início a uma retaliação por parte da Arábia Saudita que aumentou em 50% sua produção por parte da estatal Saudi Aramco.

O resultado foi uma grande oferta, e maior queda no preço do barril. Na época, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, viu uma oportunidade de encher suas reservas de petróleo, aproveitando o baixo preço do produto, e com objetivo de alcançar a independência energética, instruiu o secretario de Energia a comprar grandes quantidades de petróleo bruto.

O que se configurou em um erro, já que hoje os estoques estão cheios, existem mais de 160 milhões de barris estocados em todo o mundo e os vendedores estão tendo de alugar navios tanque para armazenar o óleo cru.

As consequências da queda no preço do barril atingem milhares de pessoas que trabalham com o produto, mais de 100 países que extraem o óleo cru, e que movimentou US$ 86 trilhões em 2019. A esperança está no fim da pandemia que continua matando milhares e contaminando milhões pelo mundo.  


Postado por: G M Rhaekyrion
Escritora de ficção e fantasia, colunista de site em entretenimento, moda, saúde, beleza e bem-estar. Bióloga por formação, pela Universidade Federal de Alagoas e, eventualmente, faço criticas narratológicas para escritores de ficção.

Load more

Notícias relacionadas

Receba nossas notícias NO CELULAR

Receba nossas NEWSLETTER

Futebol ao Vivo Receita Notícias Futebol ao Vivo