24 de Junho de 2019, atualizado ás 15:06

Presidente do Banco do Brasil fala sobre calote de R$ 4 bilhões



Por: | Finança

Compartilhar:
         

Rubem Novaes presidente do Banco do Brasil falou sobre a dívida sem garantias da Odebrecht, que gira em torno de R$ 4 bilhões.

A Odebrecht impactou a economia do país no dia 18 deste mês, após a Vara de Falências da Justiça de São Paulo ter aceitado seu pedido de recuperação judicial.

A própria empresa citou 18,1 bilhões de reais em dívidas com bancos sem garantia real, sendo 7 bilhões com o BNDES, 4,75 bilhões ao Banco do Brasil, e 4,1 bilhões de reais para a Caixa Economia Federal.

Rubem Novaes, presidente do Banco do Brasil falou sobre a situação

Rubens Novaes, presidente da instituição após sair de uma reunião com o Ministro da Fazenda Paulo Guedes.

Na reunião foi discutida a governança dos bancos públicos.

“Estamos muito bem provisionados…Se somar tudo, estaríamos a descoberto com cerca de 4 bilhões (de reais), destes, 2 bilhões estão sob provisões”

Disse Rubens Novaes, presidente do Banco do Brasil.

“A exigência de provisão neste caso é de 30% e nós temos 50% de provisão”

Afirmou após ser questionado sobre a recuperação judicial da Odebrecht .

Leia Também:

Banco do Brasil: Hélio Magalhães assume conselho

BB faz parceria e cria cartão de crédito sem taxas

Fonte: reportagem da revista Reuters


Felipe Dantas

Filho de Deus, apaixonado por futebol e entusiasta do mundo gamer.

  

1 Comentário

  1. José Campos disse:

    Acho que deveriam ser responsabilizados os que autorizaram as operações e quem lá de cima autorizava. Enfim, só lama do governo da Esquerda de ladrões, PT e satélites.