26 de Janeiro de 2019, atualizado ás 12:01

Presidente Jair Bolsonaro sobrevoa Brumadinho



Por: | Notícias

Compartilhar:
         

O presidente Jair Bolsonaro sobrevoa as áreas afetadas pelo rompimento das paredes da barragem em Brumadinho. O Chefe de Estado foi acompanhado por um comitê formado pelos representantes políticos da região, do Ministério Público e da Defensoria Pública.

Presidente Jair Bolsonaro sobrevoa Brumadinho

Siga A Folha Hoje no Google News – Clique Aqui!

Tragédia em Brumadinho

A tarde desta última sexta-feira, 25, foi marcada pelo rompimento da barragem, que pertence a mineradora Vale, localizada em Brumadinho, região metropolitana da cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais. Segundo o Corpo de Bombeiros, a tragédia provocou a morte de 9 pessoas e o desaparecimento de mais de 300.

Além disso, diversos animais foram mortos pela lama. Estudiosos comparam os danos do rompimento da barragem com o que aconteceu em Mariana em 2015, onde 19 pessoas morreram e mudou a vida de mais de 500 mil, sendo que ninguém ainda foi condenado pela tragédia.

Diante do acontecimento, o presidente Jair Bolsonaro sobrevoou neste sábado, 26, áreas atingidas, em Brumadinho, com o governador mineiro, Romeu Zema. A mineradora Vale ainda não prestou esclarecimentos ou se posicionou a respeito do desastre.

Presidente Jair Bolsonaro sobrevoa Brumadinho

Leia também

Bolsonaro cancela coletiva em Davos e assessoria não oferece justificativa plausível 

Não é justo atingir o meu garoto, para me atingir diz Presidente Bolsonaro sobre Flávio

Bolsonaro assina decreto e cria comitê para averiguar o desastre

Antes de sobrevoar a região, Bolsonaro divulgou no seu Twitter que havia assinado um decreto governamental, instituindo dois comitês governamentais. O primeiro trata-se da formação de um Conselho Ministerial, que será responsável por acompanhar e supervisionar o caso.

Além dele, também foi instituído um Comitê de Gestão e avaliação de respostas para averiguar o desastre. Este comitê será composto por gestores das esferas municipais e estaduais de Minas Gerais, ou seja, por membros da Prefeitura de Brumadinho e do Governo de Minas.

A Defensoria Pública e o Ministério Público do estado, também irão fazer parte desse comitê e irão averiguar de perto o caso, e os danos que eles provocaram a todos os habitantes.

Ambos os órgãos irão atuar no acompanhamento direto sobre quaisquer notícias da ruptura da barragem Córrego Feijão, que estava localizada na cidade de Brumadinho, Minas Gerais.

Ademais, também acompanhará as repercussões ambientais que esse desastre provocou na Bacia do Rio Paraopeba, que está situado na região e foi gravemente danificado após a ruptura da estrutura da barragem.




Redação A Folha Hoje

https://www.afolhahoje.com/

A Folha hoje é um portal Notícias, Entretenimento e Conteúdo de nichos específicos como, concurso público, dicas de cartão de crédito, resultados de loterias, e muito mais. Para falar conosco envie um e-mail para contato.afolhahoje@gmail.com

  

0 Comentários