Provavelmente você já confundiu os óleos essenciais e vegetais. É bem comum que as pessoas achem que são produtos iguais e que é tudo a mesma coisa!

Mas, na verdade, esses óleos são bastante diferentes (principalmente na forma como são usados).


RELACIONADAS



Então, para que conheça melhor esses itens e te ajudar a entender qual melhor se encaixa nos seus gostos e necessidades, estamos aqui.

Além de entender mais sobre o assunto, vai ser perfeito para aproveitar melhor os respectivos benefícios.

Por onde começar?

Óleos essenciais e vegetais têm semelhanças, porém são bastante diferentes. Saiba como usá-los de forma correta e aproveite os benefícios de ambos.
Óleos essenciais e vegetais têm semelhanças, porém são bastante diferentes. (Foto: Divulgação)

Para uma substância ser considerada um óleo, ela deve ter algumas propriedades – como ser líquida em temperatura ambiente e ser feita por moléculas longas, de um mesmo tipo ou misturadas.

Isso significa que os óleos essenciais e vegetais tem sim características iguais.

Claro que não são itens opostos ou muito diferentes, mas o uso deles e como eles podem ajudar no seu bem estar, é diferente!

Vamos conhecê-los melhor, assim você pode fazer a escolha certa de qual produto adquirir.

Ao longo do conteúdo explicaremos as semelhanças e diferenças dos óleos, assim como seus respectivos benefícios e formas de usar.

Então, fique até o final para não perder nenhum detalhe, combinado?

Diferenças entre óleos essenciais e vegetais

Ambos os óleos, tanto os vegetais quanto essenciais, são extraídos da natureza. A diferença é a região da planta em que se encontram.

Geralmente, os óleos vegetais são retirados de sementes e frutos. Os óleos essenciais são extraídos de caule, folhas, flores e raízes.

Essa diferença parece pequena, mas são “detalhes” que afetam diretamente nas  composições dos dois tipos de óleos as suas propriedades físicas – como aparência, cheiro e viscosidade. Além, é claro, de seus usos!

O que são os óleos essenciais?

Os óleos essenciais estão cada vez mais famosos. São conhecidos pelo aroma agradável e seus efeitos terapêuticos!

Isso porque, quando inalamos um aroma desses óleos, os receptores do nariz enviam mensagem para o sistema límbico do cérebro (parte onde as nossas emoções e sensações ficam).

Esse recado é diferente de acordo com cada óleo! Ou seja, cada um desses óleos tem uma finalidade diferente.

O de lavanda é relaxante e calmante. Ótimo para melhorar as noites de sono e desestressar, por exemplo.

Só conseguirmos sentir o cheiro do óleo essencial porque, quando expostas a altas temperaturas, as moléculas começam sair do óleo e se espalham pelo ar, chegando aos nossos narizes.

Vale lembrar que todo esse processo acontece de forma natural.

As moléculas que compõem os óleos essenciais são menores e mais “leves”, por isso são menos grossos e mais voláteis, o que ajuda na evaporando rápida e fácil.

Como usar os óleos essenciais?

Óleos essenciais são muito usados em difusores de ambientes e, principalmente, na área de aromaterapia.

Também são utilizados em sabonetes artesanais e cosméticos naturais por contarem com propriedades antibacterianas. 

Além de aromatizantes, algumas opções de equipamentos, como purificadores e higienizantes do ar, já vêm de fábrica com a função de evaporar os óleos essenciais.

Mas cuidado! Esses óleos são bastante concentrados, por isso, algumas opções não podem entrar em contato com a pele.

Os óleos essenciais não devem ser ingeridos de forma alguma. Se isso acontecer pode causar dores no estômago e até náuseas!

Então, fique atento, faça o uso correto que será um ótimo método para melhorar seu bem estar no dia a dia.

O que são óleos vegetais?

Os óleos vegetais são mais viscosos e densos.

Diferente da opção anterior, não possuem um aroma acentuado, porque esses óleos são compostos de moléculas bem longas, gordurosas e “pesadas” – o que faz delas mais unidas.

Sobre a composição, a grande maioria dos itens que constituem os óleos vegetais são ácidos graxos. Um fator benéfico desses produtos para a saúde é que são fontes de vitaminas e ômega-3.

Como esses óleos podem ser usados?

Um grande diferencial dos óleos vegetais é que eles podem ser usados na culinária.

Inclusive, é recomendado que alguns sejam adicionados na alimentação diária, pelas vitaminas que oferecem.

Também são ótimos “carregadores”, ou seja, diluidores. Isso porque, o óleo vegetal é utilizado para diluir óleos essenciais (que são bastante concentrados). 

Lembre-se que entre os óleos vegetais existem diferenças.

Os óleos vegetais também podem ser usados em cosméticos, eles dão propriedades hidratantes aos produtos e são fontes de vitaminas e sais minerais também.

Também é preciso ter cuidado. Nem todo óleo vegetal é igual, alguns são próprios para serem utilizados em cosméticos, outros apenas em comidas, então é importante conhecê-los bem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui