Os cabelos servem para modelar o rosto e dar um design diferente para cada pessoa, mas isso pode ser prejudicado se forem afetadas pela queda.

Assim, é desesperador quando o cabelo começa a cair, e quem sofre desse problema fica sem saber o que realmente o que pode ser o causador e quais as diferenças entre calvície e alopecia.


RELACIONADAS



Pois, independente se seja calvície ou alopecia, quando os pacientes se vêm nessa situação, a sua vaidade pode ficar abalada e até mesmo afetar o psicológico, causando distúrbios emocionais, pessoais, sociais e profissionais, como depressão, ansiedade e fobia social.

Loading...

Por isso, é importante conhecer as causas das quedas, os tratamentos e como viver com esse problema a fim de prevenir e diminuir sua incidência.

Diferença entre calvície e alopecia

É importante conhecer as causas das quedas, os tratamentos e como viver com o problema da calvície ou alopécia a fim de prevenir e diminuir sua incidência. 

O primeiro passo para diagnosticar o tipo de problema que você vem sofrendo é saber a diferença entre calvície e alopecia.

Loading...

A alopecia ou alopecia é a redução parcial ou total de pelos ou cabelos em uma determinada área de pele. Ela apresenta várias causas, podendo ter uma evolução progressiva, resolução espontânea ou controlada com tratamento médico. Quando afeta todo os pelos do corpo, é chamada de alopecia universal.

Já a calvície, é uma forma de alopecia caracterizada por uma gradual e progressiva perda de cabelos devido a fatores hereditários. O tipo mais comum de calvície masculina é a alopecia androgenética, ou calvície de padrão masculino. Ocorre em aproximadamente 50% dos homens.

Informações sobre calvície 

A calvície é um problema que afeta na maioria das vezes os homens, pois a testosterona, hormônio sexual masculino, é a maior responsável pela queda do cabelo.

Alguns casos são vistos em mulheres, e isso está ligado a fatores emocionais, genéticos ou outros problemas que são identificados por um especialista.

Loading...

Assim, ao atingir a raiz do cabelo, o hormônio sofre a ação de uma enzima, e como consequência surgem substâncias que vão reduzir a velocidade de multiplicação das células da raiz, causando em muitos casos a morte delas.

Assim, os fios de cabelo ficam mais finos e o seu crescimento tende a diminuir.

Ou seja, a raiz do cabelo, ou bulbo capilar, vão se renovando de baixo para cima e morrem na ponta do fio.

No cabelo normal, os fios caem e são substituídos por outros, num processo de renovação permanente. Já quem sofre de calvície, há uma atrofia dos bulbos capilares prejudicando o procedimento dos novos fios.

Informações sobre alopecia

Bem, a alopecia pode ser dividida em alguns tipos distintos. Selecionamos cada um deles.

Alopecia androgênica

Nesse caso, os pacientes que apresentam alopecia androgênica têm áreas com falta de cabelo no couro cabeludo, graças a ação dos androgénios (hormônios masculinos), que tem como função regular o crescimento de pelos e do desejo sexual.

Assim, os folículos capilares reduzem de tamanho, se tornando em muitos casos, mais curto e fino, especialmente na parte da frente ou nas laterais.

Alopecia areata

Tem como característica áreas calvas no couro cabeludo, com grande extensão, e atinge cerca de 2% da população.

Eflúvio telógeno

Muito comum após eventos traumáticos como o parto, má nutrição, infecções, stress ou cirurgias.

Nesse caso, ocorre uma alteração da fase dos folículos, e seu efeito pode durar cerca de dois a quatro meses, sendo que após essa fase, o cabelo volta normalmente a crescer.

Eflúvio anágeno

Surge a partir da alteração das atividades metabólicas dos folículos capilares.

Está normalmente associado à quimioterapia, uma vez que este tratamento tem como alvo as células do corpo que se multiplicam rapidamente, como é o caso da célula capilar.

Alopecia por tração

Está ligado a trauma nos folículos capilares devido a penteados, tranças ou extensões que possam danificar os folículos.

Assim, os cabelos ficam curtos e quebrados, dificultando o seu crescimento.

Tratamentos para calvície e alopecia

Independente de qual problema você esteja sofrendo, alguns tratamentos são indicados.

Para quem sofre de calvície ou alopecia, a boa notícia é que a maior parte das pessoas que sofrem desse problema, tem seu caso reversível.

Por isso, é importante um tratamento baseado em cada tipo de caso e diagnóstico, a fim de dar uma sequência correta ao tratamento.

Em muitos tratamentos é usado diversos profissionais, que em conjunto, estão prontos para solucionar o problema.

E como isso é feito? Bem, imagine que seu problema seja por causa da tireoide. Assim, o tricologista atua junto com um endocrinologista, trabalhando a fundo para que os problemas sejam resolvidos.

No caso da calvície, existem recursos avançados de diagnóstico que são baseados em exames como o escâner do couro cabeludo, que aumenta em até 8 mil vezes o fio do cabelo e couro, além da microscopia eletrônica do bulbo capilar (onde são fabricados os fios) que apresenta qualquer anormalidade a fim de ser corrigida.

Também, alguns exames clínicos (dosagens hormonais e de sais minerais) pode diagnosticar os fatores que estão levando a calvície.

Assim, no caso do tratamento, são utilizados fitoterápicos aplicados diretamente no couro cabeludo ou via oral.

Também, recursos de tecnologia como a eletroestimulação do couro cabeludo com micro correntes. Nesse caso, é feita a utilização de um processo de alta tecnologia que se chama por meio da infusão de medicamentos, da qual com o uso de um laser o medicamento é inserido no couro cabeludo.

Ou seja, existem diversos procedimentos não invasivos que não causa agressão ao corpo e sem efeitos colaterais para o paciente.

Loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui