09 de Novembro de 2019, atualizado ás 12:11

Reencontro de Lula e Dirceu depois da prisão



Por: | Notícias

Compartilhar:
         

Liberados nessa sexta-feira (08), Lula e Dirceu se reencontram após a prisão. Dirceu foi o principal responsável pelo projeto que levou Lula à presidência do Brasil.

SIGA => A FOLHA HOJE NO GOOGLE NEWS

A decisão foi tomada pelo Supremo Tribunal Federal, que retomou a presunção de inocência de Luís Inácio Lula da Silva.

Reencontro de Lula e Dirceu depois da prisão (oglobo.globo.com)

Sendo assim, o ex-presidente Lula e seu ex-ministro José Dirceu voltaram a se reencontrar na noite de ontem, em Curitiba, após serem libertados em razão da decisão do Supremo Tribunal Federal que reafirmou a presunção de inocência que é cláusula pétrea da constituição brasileira.

Após a sua liberação, Lula fez discurso no mesmo dia, ao deixar a sede da Polícia Federal, em Curitiba, onde esteve preso por 580 dias.

Durante o discurso o ex-presidente questionou a legitimidada da eleição de Jair Bolsonaro e fez ataques ao ministro da Justiça, Sergio Moro, e ao coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol.

Ainda afirmando que, Fernando Haddad teve a eleição “roubada” em 2018.

“Quero que vocês saibam que o lado mentiroso da Polícia Federal, que fez inquérito contra mim, o lado mentiroso e canalha de parte do Ministério Público e da força-tarefa (da Lava Jato) e o Moro, mais o TRF-4, eles têm que saber que eles não prenderam um homem, eles tentaram matar uma ideia”, disse Lula a uma plateia que o ovacionava com bandeiras e faixas.

LEIA TAMBÉM:

+Lula deixa prisão após cumprir 1 ano e 7 meses de pena
+ ANIMAIS ERAM MANTIDOS EM SITUAÇÃO DE MAUS-TRATOS EM MACEIÓ

O governo de Lula com o PT foi de 2003 à 2010, sendo solto por uma decisão de 6 votos contra 5 pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que afirma não ser possível iniciar o cumprimento de pena após condenação em segunda instância.

“Depois que eu fui preso, depois que eles roubaram do Haddad, o Brasil não melhorou, o Brasil piorou. O povo está passando mais fome, o povo está desempregado, o povo não tem mais trabalho com carteira assinada”, disse.

Lula cumpria pena de 8 anos e 10 meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo do tríplex do Guarujá (SP), no qual já teve a condenação confirmada em três instâncias.

Reencontro de Lula e Dirceu depois da prisão (folhauol..com.br)

Apesar da decisão do juiz federal Danilo Pereira Júnior, que determinou a soltura atendendo pedido da defesa do petista com base na decisão da véspera do Supremo, Lula segue inelegível, de acordo com a Lei da Ficha Limpa, por ter sido condenado por órgãos colegiados da Justiça —o TRF-4 e o STJ.

O ex-presidente também já foi condenado em primeira instância no processo que envolve o sítio de Atibaia (SP), mas o TRF-4 decidirá no próximo dia 27 se o caso retornará à análise da 13ª Vara Federal de Curitiba.

Lutar pelo Brasil

Em seu discurso após deixar a prisão, Lula disse que fará um encontro no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, seu berço político, no sábado.

“A partir de agora eu estou indo para São Paulo, amanhã eu tenho um encontro no Sindicato dos Metalúrgicos e depois as portas do Brasil estarão abertas para que eu volte a percorrer esse país”, disse Lula.

Reencontro de Lula e Dirceu depois da prisão (poder360.com.br)

Apesar de seu discusso acusatório o ex-presidente afirma sair da prisão sem ódio e com vontade de lutar pelo país.

“Eu saio com muita vontade de voltar a lutar. Eu não quero ficar falando mal de presidente, de ministro, eu quero falar bem do povo brasileiro e falar das coisas que é possível a gente construir nesse país”.

“A gente já provou que é possível construir um país melhor, um país sem ódio”, afirmou.




G M Rhaekyrion

Escritora de ficção e fantasia, colunista de site em entretenimento, moda, saúde, beleza e bem-estar. Bióloga por formação, pela Universidade Federal de Alagoas e, eventualmente, faço criticas narratológicas para escritores de ficção.

  

0 Comentários