Esta quarta-feira (11) foi marcada por protestos no centro de Macapá. Manifestantes se reuniram para exigir melhorias no fornecimento de energia no estado.

O estado passa hoje pelo 9º dia de apagão, pois mesmo com 80% da energia restabelecida, ainda há falhas no rodízio de eletricidade que foi estipulado.


RELACIONADAS



Na semana passada, um incêndio atingiu a principal subestação do estado, fazendo com que 13 das 16 cidades do estado – quase 90% do Amapá – ficassem sem luz.

Loading...

Com cartazes cobrando, panelas e carro de som, os manifestantes cobraram também investigação rápida do caso do adolescente que foi ferido com um disparo de bala de borracha no olho direito durante um ato na Zona Sul na sexta-feira (6). De acordo com os familiares, o ferimento causou danos graves à visão do rapaz.

Protestos tomaram conta do centro da cidade

Protesto no Centro de Macapá
Protesto no Centro de Macapá. (Imagem: Divulgação)

O ato foi convocado pelas redes sociais. Os manifestantes se concentraram na Praça da Bandeira e depois foram para a frente do Palácio do Setentrião, sede do governo do Estado, interditando o trânsito na Rua General Rondon, entre as avenidas FAB e Procópio Rola, com gritos de ordem.

Loading...
Manifestantes foram para a frente do palácio
Manifestantes foram para a frente do palácio. (Imagem: Divulgação)

Os manifestantes percorreram apenas a região Central e, apesar dos engarrafamentos, muitos veículos buzinaram em apoio ao protesto. Durante a noite, mais velas foram acesas por manifestantes para iluminar o ato.

Uma estudante da Universidade Federal da Paraíba declarou que teve suas aulas prejudicadas, pois as aulas presenciais foram interrompidas e ela dependia do ensino a distância (EAD).

Eu tô há uma semana sem conseguir acessar as minhas aulas, assim como milhares de estudantes daqui do Amapá. A gente tá sem luz, sem energia, sem água e há uma semana sem conseguir dormir direito. Já perdi duas provas e corro o risco de ser reprovada“, declarou.

Restabelecimento de energia

Manifestantes ressaltam que estado tem mais de uma semana sem energia
Manifestantes ressaltam que estado tem mais de uma semana sem energia. (Imagem: Divulgação)

O Ministério de Minas e Energia anunciou nesta quarta-feira que conseguiu aumentar a capacidade de fornecimento e a eletricidade tem chegado a 80% do estado.

Loading...

Devido ao fornecimento parcial, os amapaenses recebem energia por meio de um rodízio, com duração de 6 horas, entre regiões – mas o sistema apresenta falhas.

Após uma série de reclamações dos usuários e com o aumento da possibilidade de carga, a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) decidiu alterar os horários do rodízio.

As causas do incêndio

No dia 3 de novembro chovia bastante em Macapá, quando foi relatada uma explosão – seguida de incêndio – na principal subestação do estado. A tese de que um raio teria atingido o transformador foi descartada laudo preliminar.

Segundo a corporação, foi identificado que o fogo iniciou em uma bucha do equipamento. Os danos à subestação interromperam o fornecimento para cerca de 765 mil moradores.

As maiores consequências da falta de eletricidade foram no fornecimento de água potável e nas telecomunicações, além de filas nos postos de combustíveis e sérios prejuízos ao comércio.

Loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui