Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente, negou nesta quinta-feira (29) que tenha chamado o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, de “Nhonho” e afirmou que outra pessoa usou seu perfil no Twitter indevidamente. “Apesar de diferenças de opinião sempre mantive relação cordial”, defendeu Salles na publicação. 

Fui avisado há pouco que alguém se utilizou indevidamente da minha conta no Twitter para publicar comentário junto a conta do Pres. da Câmara dos Deputados, com quem, apesar de diferenças de opinião sempre mantive relação cordial.— Ricardo Salles MMA (@rsallesmma) October 29, 2020


RELACIONADAS



Carlos Maia disse há 5 dias atrás que o ministro Salles estava “destruindo o próprio governo” e somente nesta quarta-feira (28) o presidente da Câmara foi chamado de “Nhonho”. O termo é uma alusão a um personagem gordinho do seriado Chaves, da TV mexicana, que tem bastante semelhança com o parlamentar. A publicação foi apagada, porém, continua sendo compartilhada.

O twitter em questão

Ricardo Salles diz que seu perfil foi hackeado
Ricardo Salles diz que seu perfil foi hackeado

A crítica de Maia veio logo após Salles chamar o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos — responsável pela articulação política do governo—, de “Maria Fofoca”. Ambos fizeram as pazes, mas o caso repercutiu entre os parlamentares.

Loading...

Algumas lideranças partidárias saíram em defesa de Ramos e seu trabalho como ministro. Já Rodrigo Maia, foi mais ofensivo nas críticas e disse que Salles: “não satisfeito em destruir o meio ambiente do Brasil, agora resolveu destruiur o próprio governo“.

Em nota, o Ministério do Meio Ambiente disse que já foi feito contato com Maia: “O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, já encaminhou mensagem diretamente ao Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, explicando que não publicou tal mensagem e que vai apurar a utilização indevida de sua conta.”

Loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui