A testosterona é um hormônio produzido em homens (maiores níveis) e mulheres (menores níveis). Em homens é produzida, principalmente nos testículos e nas mulheres pelas glândulas adrenais.

A testosterona possuí diversos receptores espalhados em órgãos nobres, exercendo múltiplas funções no organismo, que vão muito além da performance física ou sexual, que por muitas vezes acabam interferindo a saúde e vida a dois, porém existem métodos eficazes para a melhora no aumento de libido em ambos sexos.


RELACIONADAS



Os homens a partir dos 30 anos, começam a presentar uma queda na produção de hormônios sexuais (andropausa).

Loading...

Na mulher essa queda hormonal inicia-se aos 40 anos até chegar a menopausa. Atualmente, é muito comum, observarmos alterações hormonais em pacientes mais jovens (a partir dos 20 anos) decorrente de um estilo de vida ruim.

A testosterona baixa pode desencadear diversos problemas na sua saúde, vejamos alguns deles

  • Queda da libido e disfunção erétil;
  • Perda de massa muscular e óssea;
  • Fadiga e depressão;
  • Piora da memória e cognição;
  • Hipertensão, diabetes mellitus e doença cardíaca;
  • Obesidade e síndrome metabólica.

Fatores de risco para testosterona baixa

São as doenças crônicas, hipotireoidismo, esteatose hepática, hiperprolactinemia, artrite reumatoide, doença renal, HIV, orquiectomia, síndromes genéticas, disfunção hipotalâmica-hipofisária, diabetes, mellitus, DPOC, obesidade, alcoolismo, estresse crônicos uso de antipsicóticos, antidepressivos, corticoides, opioides.

Loading...

Saiba o que pode ser feito para aumentar a libido

Em alguns casos, a mudança no estilo de vida, suplementações naturais, exercícios físicos, se alimentar bem, consumindo alimentos que melhoram a circulação sanguínea como sementes de chia e atum, dessa forma ocorrem a facilidade dentro dos vasos sanguíneos, melhorando a excitação, podem ser suficientes para aumentar a libido.

Porém vale ressaltar que é muito importante identificar o motivo que está causando a falta de libido, para que possa ser tomada as atitudes necessárias, mas atualmente, observa-se muitos casos, no qual a modulação hormonal faz-se necessária.

A conduta dependerá da avaliação clinico-laboratorial realizada pelo seu médico de confiança.

Confira também: Segredos para perder a barriga ou emagrecer em poucos dias

Loading...
Loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui