Babosa: benefícios para pele, cabelo e muito mais

A Babosa é uma planta que proporciona vários benefícios e está vinculada a tratamentos de beleza. Entenda como usar.

Por: Josebel Pacheco - Nutricionista
18/05/2021 às 17:00 - atualizado em 18/05/2021 às 14:05

Compartilhe: faceboook twitter whatsapp
Babosa

A babosa é uma planta medicinal, conhecida também por Aloé vera, ela sempre é lembrada pelos seus benefícios em relação a pele e cabelo.

Uma planta de fácil cultivo, você pode inclusive ter ela no quintal de sua casa, ou ainda consegue compra-la em farmácias.

Neste artigo queremos falar sobre os benefícios da babosa e as formas de utilizar.

Benefícios da babosa

A  babosa é uma planta que traz muitos benefícios para a saúde, desde melhora para a pele até redução de sintomas gripais. Agora conheceremos alguns desses benefícios.

Reduz o envelhecimento

Melhora a pele, por ser uma planta que permite a estimulação de colágeno, que é a substância que mantém a pele elástica e com aspecto juvenil.

Dessa forma, quando utilizada com frequência pode reduzir a profundidade das rugas e eliminar marcas de expressões pequenas.

Modo de usar:

  • Retire o gel da babosa, uma folha é o suficiente;
  • Espalhe pequenas porções sobre as partes mais afetadas do rosto, principalmente na parte da testa e olhos;
  • O tempo de ação é de 15 minutos, após enxague com sabão neutro e água corrente.

Melhora os resfriados

A babosa tem muitas propriedades antibióticas, que podem auxiliar a reduzir os sintomas dos resfriados, bronquite e rinite.

Modo de usar:

  • Abra duas folhas de babosa e retire a polpa;
  • Misture no liquidificador o adoçante de stévia, 1 maçã e 1 litro de água;
  • Utilize a preparação várias vezes no dia.

Hidrata o cabelo e deixa ele mais longo

Benefícios da babosa

A babosa é rica em enzimas que reduzem e retiram as células mortas, então, acaba auxiliando no crescimento do cabelo, de forma geral.

Modo de usar:

  • Lave bem o cabelo antes do processo;
  • Após misture o gel da babosa com um creme hidratante, e espalhe sobre o cabelo, do meio para baixo, deixando a raiz livre, para evitar oleosidade;
  • Utilize uma touca, o tempo de ação é de 30 minutos, após enxágue bem o cabelo.

Reduz a caspa e seborreia

A babosa auxilia muito no tratamento de caspas e seborreias que atingem o cabelo, para obter esses benefícios é necessário lavar o cabelo com o gel da babosa.

Modo de usar:

  • Misturar 3 colheres de sopa de gel de babosa e 1 colher de sopa de suco de limão, no seu shampoo e utilize por 7 dias.
  • Não melhorando, repita todo o processo.

Hidrata a pele

A babosa possui um efeito clareador, calmante, cicatrizante, hidratante e anti-inflamatório. Devido a presença de muitos sais minerais como, cálcio, zinco, magnésio, selênio e vitaminas do complexo B, vitamina A e C.

Modo de usar:

  • Misture 2 colheres de sopa de gel de babosa com 1 colher de sopa de açúcar refinado.
  • Esfregue levemente a mistura no rosto ou em outras partes que estejam muito secas, após remova a mistura com água e sabão neutro.
  • Mantenha uma frequência de 3 vezes na semana.

Melhora o apetite sexual

Por ser uma fonte rica de energia, alguns médicos associam sua utilização com um melhor desempenho sexual.

Benefícios da babosa para o sistema digestivo

A babosa, além dos seus efeitos sobre a estética do cabelo e pele, pode também ajuda nos processos digestivos, melhorando a mucosa, cicatrizando os tecidos e acalmando o estomago.

Ela é muito indicada para pessoas com úlceras, gastrites e síndrome do intestino irritado, pois age no sistema imunológico e pode inclusive auxiliar a desintoxicar o fígado.

Modo de usar:

  • 100 gramas da polpa da babosa;
  • Liquidifique o gel com 1 litro de água, 1 limão e 1 colher de sobremesa de mel, beba em seguida.
  • Não é aconselhado manter armazenada na geladeira. Então, prepare e logo já use.

Contraindicações da babosa

O uso frequente da babosa pode promover muitos benefícios, porém pode gerar reações em algumas pessoas. As pessoas que devem ter cuidado ao usar babosa, são:

  • Crianças;
  • Grávidas;
  • Lactantes;
  • Pacientes com inflamações no útero ou ovários;
  • Quem tem hemorroidas, fissuras anais, pedras na bexiga, varizes, apendicite, doença na próstata, cistite, disenterias e nefrite.

Quando consumida em excesso, pode gerar sintomas desconfortáveis, como:

  • Dor abdominal;
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Diarreia;
  • Prisão de ventre.

A babosa para uso humano deve ser a Barbadensis miller, as outras podem ser tóxicas e não é aconselhado o uso.

Referências:

CREDDO, L. H. D. Efeitos fitoterápicos e homeopáticos da babosa. p. 6, 2008.

Dúvidas, critícas e sugestões? Fale com a gente
Acompanhe a Folha Hoje nas Redes! faceboook twitter youtube instagram Google News
Josebel Pacheco

Josebel Pacheco
Josebel Pacheco, nutricionista formada pela Unisinos, com registro do Conselho Regional de Nutricionista-CRN2: 12962. Saiba mais sobre Josebel em seu perfil!