Conheça os benefícios do chá cavalinha

A cavalinha é uma planta medicinal utilizada em forma de chá, para combater a retenção de líquidos. Confira os outros benefícios

Por: Josebel Pacheco - Nutricionista
15/05/2021 às 17:00 - atualizado em 15/05/2021 às 14:45

Compartilhe: faceboook twitter whatsapp

O chá de cavalinha é uma bebida que é preparada, a partir da planta, aproveitando as hastes e brotos, com nome científico Equisetum arvense. É uma planta herbácea nativa das regiões árticas do hemisfério norte.

A planta recebeu o nome de cavalinha, porque seu caule é semelhante à cauda de um cavalo.

O chá da planta era muito utilizado na Grécia antiga, por pessoas com retenção de líquido, por ser conhecido como um diurético natural. Da mesma forma é conhecido ainda hoje, sendo que sua ação sobre a diurese é o benefício mais citado nos sites de buscas.

Neste post iremos falar sobre os benefícios da cavalinha, as contraindicações e quem pode usar com tranquilidade. Confira abaixo.

Benefícios do chá de cavalinha

A utilização contínua de chás trazem muitos benefícios à saúde, devido as propriedades terapêuticas presentes neles. A cavalinha se constitui, como uma erva medicinal que produz alguns benefícios, que seguem abaixo:

Diminui a retenção de líquidos

A cavalinha possui efeito diurético devido a presença de quercetina, apigenina (que são compostos fenólicos), ácido cafeico e cinâmico. Esses compostos agem aumentando a produção e a eliminação de líquidos.

Essa eliminação de líquidos acontece através da urina, dessa forma consegue combater o inchaço e por consequência, auxilia a regular o peso.

Ajuda a emagrecer

Auxilia no emagrecimento, devido a presença de ácido cafeico que tem função termogênica. Assim consegue aumentar a queima de gordura localizada, reduzindo o peso final.

Combate infecção urinária

A ação diurética do chá de cavalinha é uma poderosa aliada no controle de doenças da bexiga, pois ele age principalmente combatendo infecções urinárias.

Isso se dá, pela maior eliminação da urina, que carrega e retira as toxinas do organismo de maneira mais rápida. A substancia capaz de realizar essa ação é a equisetonina, ou saponina.

Da mesma forma, o chá de cavalinha, estimula levemente um fluxo urinário maior e assim acaba ajudando a remover as bactérias maléficas presentes na bexiga.

Reduza a Pressão Arterial sistêmica

Quando falamos sobre Pressão Arterial é importante lembrar, que ela fica aumentada devido à grande pressão causada pelo sangue nas artérias.

Uma estratégia natural que pode ser utilizada, para diminuir a Pressão Arterial é uso concomitante de chás que reduzem a retenção de líquido, assim como, o chá de hibisco e o chá de cavalinha.

Ao passo que essa melhora da pressão se dá, porque a ação diurética é capaz de diminuir o volume do líquido nos vasos sanguíneos e por consequência, reduz o esforço que o coração fará para bombear o sangue.

No entanto, devemos considerar que o uso de chás não exclui o uso de medicação, para as pessoas que têm Pressão Arterial sistêmica muito alterada. Eles servem como um complemento.

A recomendação sempre é seguir as orientações do seu médico.

Aqui vale ressaltar, que as pessoas que possuem a Pressão Arterial baixa, não devem fazer uso do chá de cavalinha, devido o chá promover a hipotensão. Assim a pressão ficaria ainda mais baixa, o que também traz problemas.

Melhora a saúde dos ossos

O chá de cavalinha por possuir um alto teor de sílicio e vitamina C, na sua composição, promove uma melhora na formação da densidade dos ossos e consistências das cartilagens.

Principalmente, devido a ação da vitamina C em relação a absorção do colágeno.

O grande benefício aqui é deixar os ossos menos expostos, e assim diminuir os riscos de fraturas.

Melhora o aspecto das unhas, pele e cabelo

O chá de cavalinha possui propriedades que estimulam a produção de colágeno como o silício, que contribui para a prevenção de estrias e melhora da pele, de forma geral. Assim como, deixa as unhas e cabelo mais bonitos.

Ainda podemos ressaltar que o chá tem um efeito que favorece o desaparecimento das celulites.

Devido aumentar a produção de colágeno, juntamente com a redução da retenção de líquidos no corpo, diminuindo muito o aspecto de inflamação das células de gordura.

Possui ação antifúngica e antibacteriana

Este chá, também é usado para o tratamento de infecções urinárias, manutenção de hemorragias e menstruações de fluxos abundantes, por possuir ação anti-inflamatória.

Outro benefício em relação ao tratamento de infecções é que o chá auxilia na redução de pedras nos rins e próstata inflamada.

Além disso, os fungos são eliminados pelas propriedades presentes nos óleos essenciais timol e cineol, que reduzem a produção dos fungos da pele.

Bem como reduzem a cândida e bactérias como Escherichia coli, que causa infecção urinária, e Streptococus aureus que causa infecção pulmonar, de pele e ossos.

Ainda são necessários, mais estudos que comprovem e reafirmem esses benefícios.

Recomendação de uso do chá de cavalinha

A recomendação de ingestão de chá de cavalinha é de aproximadamente 3 xícaras ao dia, mais ou menos 250 ml.

Preferencialmente em horários intercalados, para não correr o risco de aumentar muito a diurese.

A cavalinha pode ser consumida em forma de folha desidratada ou in natura. Geralmente presente em chás, sucos, óleos e compressas. As partes aproveitadas da planta, são as hastes e os brotos verdes.

Contraindicações do chá de cavalinha

O uso exacerbado do chá de cavalinha pode provocar problemas. E existe algumas contraindicações, como:

  • Pessoas que possuem problemas no fígado, como cirrose hepática e hepatite crônica não deve utilizar o chá. Porque pode ocasionar leões e inflamações no fígado.
  • Pessoas com insuficiência renal, não devem utilizar devido seu poder diurético. Assim como, quem tem insuficiência cardíaca.
  • Pessoas que sofrem com gastrite e úlcera, devem controlar muito o consumo, porque o chá tem tanino que pode irritar a mucosa do estômago.
  • Pacientes em uso de medicações anticoagulantes, diuréticas e anti-hipertensivas. Devem evitar, porque ele potencializa os efeitos da diurese e pode bloquear a ação destes medicamentos.
  • Gestantes, devem tomar muito cuidado com a utilização do chá de cavalinha. Não há ainda um consenso entre médicos e nutricionistas, sobre a quantidade que elas podem utilizar. Então a recomendação aqui seria não utilizar, a fim de não correr o risco de sofrer um aborto. Claro que, sob avaliação médica não haveria problema.

Modo de preparo do chá de cavalinha

Chá de cavalinha com canela

Ingredientes:

  • 2 paus de canela
  • 1 colher de sopa de cavalinha
  • 250ml de água

Modo de preparo:

  • Despeje a água e a canela em um uma panela e leve ao fogo;
  • Assim que a água ferver, desligue e acrescente a cavalinha;
  • Aguarde 10 minutos, e já pode consumir.

Referencias:

TIMÓTEO. Jailma Letícia Marques. Avaliação fotoquímica, microbiológica e citotóxica da cavalinha. Universidade Federal de Alagoas, Maceió 2017.

Dúvidas, critícas e sugestões? Fale com a gente
Acompanhe a Folha Hoje nas Redes! faceboook twitter youtube instagram Google News
Josebel Pacheco

Josebel Pacheco
Josebel Pacheco, nutricionista formada pela Unisinos, com registro do Conselho Regional de Nutricionista-CRN2: 12962. Saiba mais sobre Josebel em seu perfil!