Dor ciática: O Que é, Sintomas, Cuidados e Tratamento

Entenda melhor o que é a dor no nervo ciático e como é possível aliviar esse problema

Por: Ítalo Jorge - Fisioterapeuta
09/12/2021 às 21:24 - atualizado em 09/01/2022 às 03:39

Compartilhe: faceboook twitter whatsapp

A dor ciática ou ciatalgia é aquela causada por problemas que afetam o nervo ciático ao longo do seu trajeto. Esse é o maior nervo do corpo humano, sendo formado por diversas raízes que se originam na porção final da coluna lombar e sacral.

Assim como outras dores na coluna, tanto crônicas quanto agudas, a dor ciática é bastante prevalente no Brasil. Segundo dados da Pesquisa Nacional de Saúde, entre os anos de 2013 e 2019 foi identificado que mais de 18% da população brasileira sofre com dores na coluna, sendo a ciatalgia uma das mais comuns.

Para entender melhor sobre a dor ciática, é preciso primeiro compreender o que é o nervo ciático e qual é o seu trajeto no corpo humano.

O que é o nervo ciático e onde ele fica?

O nervo ciático, cuja nomenclatura correta atual é isquiático, é um dos nervos que se originam nas porções finais da coluna e se dirigem até os membros inferiores. Esses filamentos nervosos são formados por uma associação de diversas raízes que são responsáveis pelo controle muscular e sensitivo da região do glúteo, coxa, perna e pé.

Ao contrário do que algumas pessoas acreditam, existem dois nervos isquiáticos no nosso corpo. Cada um deles é responsável pela inervação dos membros inferiores de um lado do corpo. Ou seja, existe um  nervo ciático que passa pela perna direita e outro que passa pela perna esquerda.

O trajeto dessa estrutura nervosa é bastante longo e se inicia na altura da 5 vértebra lombar (L5), mais precisamente no espaço que existe entre essa vértebra e a vértebra que fica acima (L4).

Compressão do nervo ciático
Compressão do nervo ciático

Todas as raízes nervosas da coluna se unem formando o nervo ciático que segue seu trajeto passando pelo glúteo, parte posterior da coxa e joelhos. Nesse local, ele se divide e dá origem aos nervos tibial e fibular comum, que continuam seu caminho até alcançarem os dedos do pé.

Como diferenciar dor no nervo ciático de outros tipos de dores?

As dores na coluna e também nas pernas são bastante comuns e podem ter diversas causas, que não necessariamente estão relacionadas ao nervo ciático. Por isso, é importante saber diferenciar os sintomas para conseguir identificar melhor qual a origem da dor.

Os sintomas mais característicos da ciatalgia são:

  • Dor ou sensação de queimação que irradia desde a coluna até a ponta do pé;
  • Formigamento ou dormência nos membros inferiores, principalmente na planta dos pés e na perna;
  • Sensação de pontada e de choque;
  • Redução da força muscular, caracterizada por fraqueza nas pernas e dificuldade para se movimentar;
  • Problemas ou dificuldades para ficar com a coluna ereta;
  • Redução ou perda da sensibilidade na região inervada pelo nervo ciático;
  • Dificuldade em ficar na mesma posição;
  • Piora da dor nos membros inferiores ao tossir, espirrar ou esticar a coluna.

Os demais tipos de dores na coluna e nos membros podem ter sintomas menos específicos e também muito diversos. Por isso, para identificar e diagnosticar a dor ciática, é importante consultar com um especialista em coluna, que geralmente é um médico ortopedista ou um fisioterapeuta.

Causas da dor no nervo ciático

Considerando que o nervo ciático é uma estrutura nervosa bastante longa e que inerva grande parte dos membros inferiores do corpo, as causas da ciatalgia podem ser diversas e ter origens em vários lugares diferentes.No entanto, as causas mais comuns desse problema são originadas na coluna lombar.

A ciatalgia é causada por algum tipo de alteração que leva à compressão do nervo ciático. Essas compressões aumentam a pressão nos filamentos nervosos e podem levar a processos inflamatórios, que geram os sintomas característicos da dor nos nervos isquiáticos.

A compressão do nervo ciático pode acontecer por diversos motivos. Os mais comuns são:

1.   Hérnia de disco

A hérnia de disco é uma alteração no disco intervertebral que leva ao seu deslocamento na coluna e compressão de raízes nervosas. Os discos intervertebrais são estruturas elásticas e cartilaginosas que ficam entre as vértebras.

Sua função principal é reduzir o atrito da movimentação que uma vértebra exerce sobre a outra, além de amortecer possíveis impactos que podem ser danosos para as estruturas ósseas presentes na coluna vertebral.

Devido à movimentação constante da coluna, que realizamos todos os dias, esses discos podem se desgastar. Com isso, eles ficam mais fragilizados e propensos ao aparecimento das hérnias.

Por ser mais comum na parte lombar da coluna, o nervo ciático é o que costuma ser mais prejudicado nos casos em que há hérnia de disco. Assim, surgem os sintomas característicos da ciatalgia, que irradiam desde a coluna até as pontas dos pés.

2.   Desalinhamento de vértebras e desvios da coluna

Essas situações normalmente estão associadas à má postura ou então a processos traumáticos. Já o desalinhamento de vértebras, geralmente, está relacionado a processos traumáticos.

Tanto o desalinhamento das vértebras quanto os desvios da coluna podem ser problemas que levam à compressão de alguma estrutura nervosa, como o nervo ciático.

3.   Estenose espinhal

[imagem estenose-nervo-ciático aqui]

A estenose espinhal nada mais é do que um processo de estreitamento do canal vertebral, que é a estrutura que contém a medula espinhal. Esse estreitamento reduz o espaço que as estruturas nervosas ocupam, aumentando a pressão sobre elas e comprimindo os nervos e raízes presentes no local.

4.   Síndrome do músculo piriforme

A síndrome do músculo piriforme acontece quando esse músculo está mais hipertrofiado, ou seja, mais forte e desenvolvido. O músculo piriforme é um dos músculos que formam a região dos glúteos (do bumbum).

O nervo ciático passa por dentro dessas fibras musculares. Quando esse músculo está mais hipertrofiado, ele pode provocar uma compressão desse nervo, causando a ciatalgia.

5.   Traumas e tumores

Alguns traumas e tumores podem levar a alterações na estrutura da coluna vertebral, que podem ocasionar um aumento da pressão interna e, consequentemente, a compressão de raízes nervosas e nervos.

Como tratar e aliviar a dor no nervo ciático?

Por ser uma condição que pode ter múltiplas causas, o tratamento para a ciatalgia passa, primeiramente, por identificar os fatores que estão desencadeando as dores.

As formas de tratamento e alívio mais utilizadas e eficazes para os quadros de ciatalgia são:

Tratamentos caseiros

Existem algumas intervenções caseiras que podem ser colocadas em prática para reduzir as dores e demais sintomas associados à compressão e inflamação do nervo ciático.

Alguns exemplos são:

  • Compressas frias ou mornas: colocar compressas pode ser uma forma de reduzir as dores e trazer mais conforto, em especial nas dores sentidas na região lombar;
  • Massagem: massagear o local dolorido é também uma forma eficaz de melhorar a circulação sanguínea e reduzir as dores.
  • Exercícios leves: quando o paciente apresenta ciatalgia, fazer repouso ou ficar muito tempo em uma mesma posição pode acabar piorando os sintomas. Por isso, realizar alguns exercícios leves, como caminhadas curtas e alongamentos, pode ajudar a reduzir os incômodos sentidos.

Tratamento medicamentoso

O uso de remédios é, normalmente, a primeira opção de intervenção médica sugerida para os pacientes, em especial para o início do aparecimento de quadros agudos.

Existem vários medicamentos que podem ser utilizados, sendo os mais importantes pertencentes às classes dos analgésicos ou então anti-inflamatórios. Apesar de serem remédios eficazes na redução das dores e sintomas associados, esses medicamentos, muitas vezes, não tratam a causa da dor no nervo ciático.

Por esse motivo, geralmente, o tratamento medicamentoso é posto em prática no início do quadro para reduzir os sintomas. Mas é sempre associado a outras práticas que atuam diretamente na causa do problema, como a fisioterapia.

Vale ressaltar que nenhum medicamento deve ser tomado sem orientação médica! Para iniciar o uso de qualquer remédio, principalmente os analgésicos e anti-inflamatórios mais fortes, é necessário de prescrição médica para evitar complicações indesejadas. Não se automedique!

Fisioterapia

Fisioterapia nervo ciático
Exercícios de Fisioterapia para o nervo ciático

A fisioterapia é uma das formas de reduzir as dores e a inflamação, bem como de melhorar a irrigação dos membros inferiores. O tratamento fisioterápico também tem grande importância no fortalecimento e preparação dos músculos pélvicos, dos glúteos, das pernas e pés para reduzir os efeitos que os problemas nos nervos podem causar.

Sendo assim, a fisioterapia tem um papel essencial no tratamento de problemas posturais na coluna, que, na maioria dos casos, são as grandes causas das compressões de nervos, como o nervo ciático.

Além disso, existem os protocolos fisioterapêuticos específicos de coluna que são baseados em exercícios para direções específicas, manipulação vertebral, tração da coluna e/ou mobilização do nervo. Estes, tem grande resolutividade no tratamento da dor lombar e da ciatalgia.

Intervenção cirúrgica

Nos quadros mais graves, em que as outras formas de tratamento não foram eficazes, pode ser indicado algum tipo de intervenção cirúrgica. A cirurgia é feita com o intuito de reduzir ou acabar com a compressão sobre o nervo ciático.

Caso a causa inicial da ciatalgia seja a hérnia de disco, por exemplo, o médico ortopedista pode sugerir a remoção da hérnia por endoscopia ou ainda sugerir a retirada do disco intervertebral.

Formas de prevenir dores no nervo ciático

A prevenção da dor ciática passa, principalmente, por minimizar os fatores de risco que podem ocasionar esse quadro. Alguns fatores de risco para as dores no nervo ciático são:

  • Sedentarismo;
  • Idade avançada, devido ao maior desgaste dos discos intervertebrais;
  • Sobrepeso e obesidade: o peso excessivo acarreta uma maior sobrecarga da coluna vertebral, o que pode ocasionar a compressão de estruturas nervosas;
  • Trabalho ou atividade vigorosa e pesada: carregar peso, além de atividades que exercem muita força sobre a coluna, pode propiciar a formação de hérnias e desvios na coluna.

Pensando nesses fatores de risco, é necessário mudanças de hábitos de vida para prevenir o aparecimento de dores no nervo ciático. Algumas práticas importantes são:

[imagem alongamento-nervo-ciático aqui]

  • Prática regular de atividade física e alongamentos;
  • Manter uma alimentação balanceada, evitando o ganho de peso excessivo;
  • Manter uma boa postura, em especial para as pessoas que passam longos períodos sentados ou numa mesma posição;
  • Comprar cadeiras, sofás e colchões ergonômicos e confortáveis.
  • Realizar alongamentos após posturas mantidas por muito tempo;

Referências

Painel de Indicadores de Saúde – Pesquisa Nacional de Saúde. Disponível em: <https://www.pns.icict.fiocruz.br/painel-de-indicadores-mobile-desktop/>

Saiba como evitar a dor na coluna, o problema que atinge cerca de 27 milhões de pessoas no Brasil. Blog da Saúde. Ministério da Saúde. Disponível em: <http://www.blog.saude.gov.br/index.php/570-destaques/34903-saiba-como-evitar-a-dor-na-coluna-o-problema-que-atinge-cerca-de-27-milhoes-de-pessoas-no-brasil>

Dor ciática (ciatalgia). Dr. Drauzio Varella. Disponível em: <https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/dor-ciatica-ciatalgia/>

Inflamação no nervo ciático. Albert Einstein – Sociedade Beneficente Israelita Brasileira. Disponível em: <https://www.einstein.br/Pages/Doenca.aspx?eid=193>

DOR CIÁTICA (CIATALGIA): CAUSAS, SINAIS E TRATAMENTO. Disponível em: <https://www.msdmanuals.com/pt-br/profissional/dist%C3%BArbios-dos-tecidos-conjuntivo-e-musculoesquel%C3%A9tico/dor-cervical-e-lombar/ciatalgia>

Dúvidas, critícas e sugestões? Fale com a gente
Acompanhe a Folha Hoje nas Redes! faceboook twitter youtube instagram Google News
Ítalo Jorge

Ítalo Jorge
Dr Ítalo Jorge é fisioterapeuta, mestrando em Saúde e Ambiente, pós graduado em Fisioterapia Traumato-ortopédica com Ênfase em Terapia Manual e Posturologia. Saiba mais sobre Ítalo Jorge em seu perfil!