Belo Horizonte – O caso ocorreu em uma das lojas Americanas Express na Regional Barreiro, em BH. O segurança do estabelecimento esfaqueou um cliente que se recusou a usar máscara para entrar na loja nesta última sexta-feira (18) à noite.

A vítima foi identificada como Aldair Oliveira de Souza, de 24 anos. Segundo o boletim de ocorrência da PM ele teria levado oito facadas na região do abdômen, nas costas e também nos braços. O jovem se encontra internado no Hospital de Pronto Socorro João XXIII.


RELACIONADAS



O segurança, Matheus Rodolfo Luis da Silva, de 26 anos, deu sua versão dos fatos. Ele disse à polícia que orientou o cliente de que não seria possível entrar na loja sem a máscara, de acordo com as regras do estabelecimento.

Como aconteceu a briga na Americanas – versão do segurança

Segurança da loja Americanas esfaqueia cliente oito vezes por não querer usar máscara
Segurança da loja Americanas esfaqueia cliente oito vezes por não querer usar máscara

Segundo o segurança o jovem o ameaçou, afirmando que tinha amizade com “a quebrada toda”. Foi quando o Aldair Oliveira teria pegado uma garrafa de álcool e tentado acertar o segurança, além te ter dado um chute.

No meio da briga o funcionário da loja usou uma faca que utilizava para cortar caixas de papelão, conforme relatou à polícia, para esfaquear o Aldair.

O cliente, que teria ido ao local apenas para comprar água oxigenada, foi encontrado pelos PMs sangrando no chão da loja Americanas. O estabelecimento é equipado com câmeras de vigilância e as imagens serão investigadas pela Polícia Civil.

O segurança da empresa também foi levado para a unidade de saúde, mas com ferimentos leves. Por meio de nota, a Americanas lamentou o ocorrido e disse que está “acompanhando as investigações para tomar as medidas cabíveis”.

A loja Americanas divulgou a seguinte nota:

– Americanas lamenta o ocorrido e repudia qualquer forma de violência. Após apuração interna, a Companhia constatou que Aldair Oliveira de Souza, que já conhecido por furtos e ameaças anteriores, entrou na loja sem máscara e, ao ser chamado atenção discordou e atacou o associado da Americanas com um chute“.

– O associado reagiu, gerando uma briga fora da loja. A Companhia orienta e treina seus funcionários a não adotarem uma postura agressiva sob qualquer circunstância, mesmo que reagindo a uma agressão anterior, mas chamar a polícia imediatamente. Americanas segue acompanhando as investigações policiais para tomar as medidas cabíveis.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui