20 de Junho de 2019, atualizado ás 02:06

Sergio Moro declara que pode deixar o cargo



Por: | Política

Compartilhar:
         

Sob forte pressão da oposição, Sergio moro declara que não tem apego ao cargo e, se comprovada alguma irregularidade por parte de sua conduta, o renunciaria no governo de Jair Bolsonaro (PSL).

Não está sendo nada fácil o início de mandato do Juiz Sergio Moro como ministro da justiça, nesta quarta-feira (19) ocorreu na CCJ do senado uma sessão de quase oito horas, na qual ele teve que prestar depoimentos sobre as conversas vazadas com o procurador Deltan Dallagnol.

Ministro Sergio Moro apresenta sua defesa

Sergio moro declara que pode deixar o cargo (imagem:Uol)

Tudo começou quando o site The intercept Brasil divulgou trechos de conversas do atual ministro com o procurador chefe da lava jato Deltran Dallagnol, na qual supostamente Moro se diz contra o MP investigar FHC.

Sergio Moro se diz vítima de rackers, que provavelmente, junto com o site The intercept Brasil, selecionaram e manipularam trechos da conversa. Contudo, o ministro disse estar tranquilo quanto a isso, e se o site divulgar o diálogo na íntegra a correção será observada.

leia também:

Bolsonaro diz que vai indicar Segio Moro para STF em compromisso ao ministro

“Problema do Brasil é a classe política”, diz Bolsonaro

A oposição no Senado

Depoimento CCJ (imagem:oglobo)

As conversas vazadas levaram a segunda turma do Supremo rever os pedidos dos advogados que pedem a anulação do caso do tríplex em Guarujá (SP), na qual levaram à prisão do ex-presidente Lula.

Diante dos fatos os advogados do petista argumentam que, de acordo com as recentes atitudes de Moro, ficou evidente que houve imparcialidade no julgamento do caso.


Anderson Gomes

  

1 Comentário

  1. amauri hailson da silva disse:

    Só no Brasil,que bandidos faz peguntas ofensivas para um JUIZ.bandidos vira JUiz e o Juiz vira RÈU.É o poste mijando no cachorro.