25 de Outubro de 2019, atualizado ás 14:10

Show de Taylor Swift gera algazarra na compra online



Por: | Notícias

Compartilhar:
         

Taylor Swift fará um show aqui no Brasil em 18 de julho de 2020, no Allianz Parque, São Paulo e a venda online dos ingressos gerou algazarra nos fãs, que madrugaram para garantirem sua participação.

SIGA => A FOLHA HOJE NO GOOGLE NEW

O alerta nas redes sociais a respeito do show de Taylor Swift anunciou um acesso de 100 mil pessoas no site Tickets For Fun, que é responsável pela venda dos ingressos, que estão custando de R$ 150 à R$ 850.

Show de Taylor Swift gera algazarra na compra online (portalpopline.com.br)

Nesse clima de redes sociais, muitos fãs partilharam sua frustração na hora da compra online dos ingressos pelo Twitter.

Escrevendo a hashtag #TaylorSwiftBrasil, o assunto do show da cantora foi o mais comentado.

Várias fotos demonstram a angustia dos fãs a respeito desse show.

Os ingressos tiveram sua venda iniciada na madrugada dessa sexta-feira (25) e o site lotou assim que houve a disponibilidade dos mesmos.

As entradas também serão vendidas sem taxa de conveniência a partir das 10h na bilheteria física, que fica no Unimed Hall, na Avenida das Nações Unidas, 17955, em São Paulo.

LEIA TAMBÉM:

+SENADO FINALIZA VOTAÇÕES DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA

+39 corpos foram achados em baú de caminhão no Reino Unido

O valor do ingresso pode ser parcelado e aceitam cartão de crédito.

Esse show já é a segunda passagem da cantora no Brasil e sendo a primeira vez em turnê aqui no país.

Seu primeiro show no Brasil foi em 2012 quando seu estilo ainda era o country.

Até agora o Brasil é o único país da América Latina que a cantora fará o show de sua turnê Lover, que nome do novo disco da cantora, lançado em agosto.

A cantora também levará sua música em turnê para os Estados Unidos e Europa.




G M Rhaekyrion

Escritora de ficção e fantasia, colunista de site em entretenimento, moda, saúde, beleza e bem-estar. Bióloga por formação, pela Universidade Federal de Alagoas e, eventualmente, faço criticas narratológicas para escritores de ficção.

  

0 Comentários