Trump anuncia que fará saída formal da OMS e China critica a decisão

O governo dos Estados Unidos pede a retirada formal da OMS e o porta-voz chinês faz fortes críticas ao posicionamento de Donald Trump. Confira a Matéria.
Anderson Gomes - 08 de Julho de 2020 às 14:54:56
Looks like you have blocked notifications!

Sobre a decisão, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta semana que fará a sua retirada formalmente da Organização Mundial da Saúde (OMS). De imediato, o governo chinês criticou duramente o seu posicionamento.

O aviso foi dado ontem, terça-feira (07), onde o presidente Trump solicitou a retirada oficial dos EUA.


RELACIONADAS



Entretanto, o porta-voz da OMS, Stephane Dujarric, explicou que, antes de tudo, é necessário cumprir as condições legais para a retirada, que incluem um ano de aviso prévio e o pagamento das obrigações financeiras que ainda serão avaliadas.

Governo da China faz críticas a Trump sobre a saída dos Estados Unidos da OMS
O porta-voz chinês, Zhao Lijian, fez fortes criticas à retirada dos Estados Unidos da OMS – foto: reprodução

Nesta quarta-feira (08), o governo chinês se posicionou contra o governo de Trump nos Estados Unidos, principalmente sobre a retirada dos EUA da OMS.

Zhao Lijian, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, criticou fortemente a notificação formal prestada por Trump.

Em coletiva, o porta-voz disse: “É uma maneira de interromper os esforços da comunidade internacional para combater o novo coronavírus”.

Além disso, ele pressiona a atitude de Trump: “Quero incentivá-los a assumir a responsabilidade como uma grande potência”.

Durante a entrevista, o porta-voz chinês chegou a fazer um pedido para remover a política de retirada feita por Donald Trump.

A forte ligação da China com a OMS teria motivado a saída de Trump da organização

Presidente Donald Trump pede retirada do governo dos Estados Unidos da OMS – foto: reprodução

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já fez várias críticas sobre a exagerada aproximação que a Organização Mundial da Saúde teria com o governo da China.

Em vários discursos, Trump chegou a criticar a China pela pandemia: “É uma coisa terrível o que aconteceu. Deveria ter sido parado [o vírus] na fonte, mas não foi [o que aconteceu]”, e completa dizendo onde deveria ter sido enfrentado, “no lugar de onde veio, a China”.

Apesar disso, o governo chinês sempre se posicionou para defender a OMS.

Atualmente, a OMS está planejando enviar especialistas para a China, onde irão investigar a fonte de um novo vírus. A reunião para o plano será realizada mais tarde, em Pequim.

Para receber todas as notificações e ficar por dentro das notícias mais recentes, acesse a página de alertas e clique no botão azul “Criar alerta“, e se mantenha sempre informado.

VEJA TAMBÉM



Postado por: Anderson Gomes
Sou redator e professor de Física, curto uma boa música, games e, acima de tudo, estar com minha família.