‘Vero’ a nova rede social pode desbancar Facebook de Zuckerberg?

A nova rede social Vero foi matéria de inúmeros portais de noticias nesta terça-feira, 27, sites como Exame Abril, Jovem Nerd, Canaltech, entre outros, deram destaque a ascensão da rede social, que promete mais liberdade de expressão e menos controle sobre as postagens, com os algorítimos, palavra esta, que nem sequer é conhecida pela maioria dos usuários comuns do Facebook e outras redes controladas por Mark Zuckemberg.

A Vero foi lançada em 2015, não é novidade, e o novo aplicativo social pretende revolucionar as mídias sociais

Porém, a rede social Vero passou a ter atenção massiva do público mais recentemente, com seu número de usuários crescendo fortemente nos últimos dias. O motivo maior seria o descontentamento dos usuários, principalmente quanto ao controle das postagens no ‘feed de notícias’, com o Facebook controlando com ‘mão de ferro’ o alcance das publicações.

Nova rede social Vero promete ser mais democrática que Facebook. Reprodução/Purebreak

A nova rede social Vero pode ser uma alternativa para os que dependiam de paginas no Facebook

Os maiores prejudicados, foram os proprietários de paginas de porte médio e grandes, (com 1 a 5 milhões d seguidores), e mesmo as menores,  que tiveram o alcance de suas paginas ‘derrubados’ a níveis ridículos, varias páginas, que usavam a mídia social para divulgar notícias de seus portais, se manifestaram na internet, protestando e noticiando que não iriam mais usar o Facebook como meio de divulgação de seus sites.

O corte súbito do alcance das paginas e publicações do Facebook atingiu também muitos usuários obtinham renda pessoal divulgando seus trabalhos como ‘freelance’, e exemplo da plataforma Blasting News, que remunera seus redatores com base nas visualizações das noticias: “o Facebook está tirando o ganha pão e emprego de muitos brasileiros”, foi um dos comentários mais relevantesalém de atingir com força, principalmente, os sites de pequeno porte.

Folha de São Paulo, anunciou que daria as costas para o Facebook

Páginas como A Folha de São Paulo, que mantém na rede sua página, com quase 6 milhões de seguidores e uma audiência semanal (alcance) que beirava os 200 milhões, noticiaram que diminuiriam drasticamente o uso do Facebook como ferramenta de divulgação, sob a alegação de perda do alcance, (controlado pelo novo algorítimo do Facebook e não pela liberdade do usuário).

A noticia foi repercutida por vários sites internacionais. Alguns jornalistas de peso chegaram a anunciar que a decisão da ‘Folha’ poderia ser o início de uma ‘fuga em massa’ da plataforma de Mark Zuckerberg.

Paginas menores também reclamaram, ‘tiraram o ganha pão de milhares de brasileiros’

Páginas de nicho, como as páginas policiais, que se empenham em divulgar e valorizar o trabalho da Polícia Militar foram prejudicadas, alguns dizem até estarem sendo perseguidas, com seu alcance público quase que ‘zerado’ pelo novo controle imposto pelo algorítimo de Zuckerberg.

Conseguimos convite para entrar num grupo do WhatsApp que reúne proprietários de páginas policiais e ouvimos um deles: “um trabalho de anos está sendo jogado no esquecimento, vários sites de noticias policiais que tínhamos como parceiros já saíram fora” diz o proprietário de uma grande página do nicho policial, que publica vídeos de ação da polícia contra bandidos. A página conta com mais de 1 milhão de seguidores e tinha alcance de 40 milhões, hoje não passa de 1 milhão.

Rede Social Vero vem com nova proposta para o usuário

A rede social Vero, em seu manisfesto, que expõe as intenções da rede, explica que “com o passar dos anos surgiu um desequilíbrio entre os interesses dos usuários de redes sociais e os interesses dos executivos dessas empresas”.

Segundo esclarece o portal da nova rede, a Vero vai permitir que as pessoas escolham ‘o que e com quem querem compartilhar’, e que isso fará com que elas passem a agir mais naturalmente e de forma autêntica, o que não vem  acontecendo no Facebook, no Twitter e no Instagram.

A empresa termina lembrando que o app da Vero “faz com que os usuários sejam clientes e não ferramentas para anunciantes”.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here