-Publicidade-

Vitamina D se Torna a Grande Aliada no Combate ao Covid-19

Pesquisa realizada na Universidade de Turim, na Itália, mostra que a Vitamina D é fundamental para prevenir o contágio por Covid-19.

-Publicidade-

A vitamina D é um hormônio essencial para o bom funcionamento do corpo humano. E um estudo realizado recentemente pela Universidade de Turim revela que esta vitamina pode ser usada para combater a pandemia do novo coronavírus.

Desta forma, se expor ao sol pode reduzir consideravelmente o risco de contágio pelo Covid-19. Os raios ultravioletas do tipo B (UVB) são capazes de gerar a produção da vitamina D em nosso corpo, além de ser o meio mais eficaz para se obter a substância.

E com isso a pesquisa mostrou outra dura realidade: a deficiência de vitamina D que existe atualmente, principalmente entre os idosos. E os motivos podem ser diversos. Trabalhar em um escritório fechado durante todo o dia e a falta de contato com o ar livre podem ser alguns exemplos.

A Folha Hoje notícias

-Publicidade-

O que fazer para obter a vitamina D

Vitamina D se torna a grande aliada no combate ao Covid-19
Vitamina D se torna a grande aliada no combate ao Covid-19

-Publicidade-

Não há dúvidas que a exposição ao sol é o principal meio de se obter a vitamina, tomar de 15 a 20 minutos de sol ao dia pode suprir a carência de vitamina D no corpo.

Contudo, vale ressaltar que a quantidade a ser absorvida depende da quantidade de pele exposta, ou seja, deixar pernas e braços à mostra aumentam a área de exposição e isso é igual a mais vitamina D.

Observação importante: passe o filtro solar somente após os 15 ou 20 minutos de exposição, pois o protetor inibe a retenção da substância, diminuindo sua produção em quase 100%!

Além disso, podemos encontrar esta vitamina em alguns alimentos, preferencialmente nos peixes gordos como salmão, atum e a sardinha; bifes de fígado e gemas de ovos também.

-Publicidade-

Mas é bom salientar que o moderamento aqui é fundamental, pois estes alimentos são ricos em gorduras saturadas e podem ser prejudiciais à longo prazo se forem consumidos de maneira exacerbada. Alimentos de origem vegetal não conseguem sintetizar a substância, assim, não produzem vitamina D.

No entanto, o sol ainda é responsável por até 90% da produção desta vitamina no corpo. Suplementar também é uma opção, desde que haja acompanhamento médico para uma dosagem adequada.

+ Papa realiza oração especial AO VIVO pelo fim do COVID-19

Gripes, resfriados e a deficiência da vitamina

Uma das principais características do Covid-19 é a sua semelhança com a gripe comum quando está em sua fase inicial. Mas para não deixar dúvidas o Ministério da Saúde destacou como cada um se manifesta, confira:

Sintomas do coronavírus (Covid-19) podem ser semelhantes ao da gripe e resfriado.
Veja como o Covid-19 se manifesta. Fonte: Ministério da Saúde

Mas independentemente dos sintomas, a boa manutenção da vitamina D é eficaz para todos os casos. Estudos já comprovaram que crianças com deficiência nesta substância são mais passivas em desenvolver infecções respiratórias. A carência da vitamina em adultos também resulta em gripes, resfriados e complicações do trato respiratório.

Assim, ter uma boa quantidade de vitamina D no organismo pode contribuir para o aumento da resistência às infecções do Covid-19, segundo os pesquisadores da Universidade de Turim.

A ausência da vitamina em idosos pode gerar doenças crônicas e causar maiores complicações para aquele que for infectado com o novo coronavírus. Na Itália, a carência da vitamina D nos mais velhos pode ter contribuído com o elevado número de mortes.

Gostou do conteúdo? Confira essas e outras notícias no site A Folha Hoje através do link para encontrar mais assuntos interessantes sobre diversos temas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade e nossos termos de uso Aceitar Ler Política